Fobias Vivas


Se for para viver negando, melhor se entregar ao medo. Pelo menos assim, seria uma verdade sobre a mentira.

Eu fujo de mim mesmo, não sei quem eu sou, eu tenho medo.

As fobias são formas sinceras do nosso “corpo” se comunicar com o mundo, que ao mesmo tempo nos aprisiona. Fomos julgados e condenados pelo mais severo juiz, sem habeas corpus. Estamos em uma prisão perpétua, numa solitária sem janela e luz. Existe uma chave para nos soltar de lá, mas ela foi engolida e vive no mesmo lugar onde origina o medo.

"A cura virá através da vivência da nossa arte interior e da expressão mais sincera da nossa verdade".

O objetivo desse projeto é desmitificar, de forma artística, as agonias cotidianas. O sujeito que vivencia esse sentimento, algumas vezes, é representado pelas luzes artificiais e estão sempre no centro da ação. Cada trabalho foi feito com materiais comuns do dia a dia, assim como as fobias que estão nas ruas, dentro de casa, de nós mesmos. 

São obras que mostram a dor das pessoas que não conseguem saborear um bom petit gateau por se acharem gordas, disperdiçam uma viagem para Maui por medo de avião ou que simplesmente não se encaram de frente por medo delas mesmas.

Show More
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now